sábado, 1 de maio de 2010

Acordo Ortográfico - exercícios 2


1 – Todos os termos compostos estão corretamente grafados na opção:
a) ultraconfiança – paraquedas – reestruturar – sub-bibliotecário – super-homem;
b) hiperativo – rerratificar – subsecretário – semi-hipnotizado – manda-chuva;
c) interregional – macroeconmia – pontapé – ressintetizar – sub-horizontal;
d) superagasalhar – arquimilionário – interestadual – passa-tempo – sub-rogar;
e) paraquedístico – panamericano – mini-herói – neo-hebraico – sem-teto.
2 – Deveriam ter sido acentuadas as palavras alistadas na opção:
a) azaleia – estreia – colmeia – geleia – pigmeia;
b) benzoico – dicroico – heroico – Troia – urbanoide;
c) chapeu – coroneis – heroi – ilheu – lençois;
d) alcaloide – reumatoide – tabloide – tifoide – tipoia;
e) apneia – farmacopeia – odisseia – pauliceia – traqueia.
3 – O hífen foi indevidamente empregado em:
a) capim-açu;
b) anajá-mirim;
c) abaré-guaçu;
d) tamanduá-açu;
e) trabalhador-mirim.
4 – Assinale a sequência integralmente correta:
a) sino-japonês – sinorrusso;
b) hispano-árabe – hispano-marroquino;
c) teutoamericano – teutodescendente;
d) anglo-brasileiro – anglo-descendente;
e) angloamericano – anglofalante.
5 – Marque a opção em que uma das formas verbais está incorreta:
a) averíguo – averiguo;
b) averíguas – averiguas;
c) averígua – averigua;
d) averíguamos – averiguamos;
e) averíguam – averiguam.
6 – Marque a opção em que ambos os termos estão incorretamente grafados:
a) coabitar – coerdeiro;
b) coexistência – coindicado;
c) cofundador – codominar;
d) co-ordenar – co-obrigar;
e) corresponsável – cossignatário.
7 – Paramédico é grafado sem hífen, da mesma forma que:
a) parabactéria;
b) parabrisa;
c) parachoque;
d) paralama;
e) paravento.
8 – Para-raios é grafado com hífen, da mesma forma que:
a) para-biologia;
b) para-psicologia;
c) para-linguagem;
d) para-normal;
e) para-chuva.
9 – Uma das palavras está grafada de forma incorreta na opção:
a) pró-ativo – proativo;
b) pró-ótico – proótico;
c) pré-eleição – preeleição;
d) pré-demarcar – predemarcar;
e) pré-eleito – preeleito.
10 – Identifique a alternativa em que há erro de ortografia:
a) predelinear;
b) predestinar;
c) pré-questionar;
d) preexistência;
e) proembrionário.
11 – As formas verbais a seguir estão corretamente grafadas, exceto:
a) arguiamos;
b) arguiríamos;
c) arguíssemos;
d) arguímos;
e) arguirmos.
12 – Assinale a opção em que há erro de ortografia:
a) arco e flecha;
b) arco de triunfo;
c) arco de flores;
d) arco da chuva;
e) arco da velha.





RESPOSTAS – Exercícios 2
1 – letra A.
2 – letra C.
3 – letra E.
4 – letra B.
5 – letra D.
6 – letra D.
7 – letra A.
8 – letra E.
9 – letra B.
10 – letra C.
11 – letra A.
12 – letra E.

Fonte: http://www2.almg.gov.br/

7 comentários:

  1. bááá errei quase todas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

    ResponderExcluir
  2. A questão 7 me deixou dúvidas, pois aprendi que não se usa mais o hífen em compostos que pelo uso perdeu-se a noção de composição. Como em parabrisa, parachoque, paralama, etc. Agora não entendi mais nada!!!

    ResponderExcluir
  3. A questão 7 me deixou confusa, pois aprendi que não se usa mais o hífen em compostos que, pelo uso perdeu-se a noção de composição, como em parabrisa, parachoque, paralma, etc. Alguém pode me ajudar, por favor?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O uso do hífen em certas palavras compostas ainda permanecem, o famoso "tracinho" não foi eliminado. A regra "perdeu a noção de composição" é a mais subjetiva do uso do hífen, porque não há medida objetiva para dizer que tal palavra perdeu a a noção de composição e a outra não.

      No caso da questão 07, há uma objetividade a ser considerada: paramédicos e parabactérias, o prefixo "para-" significa semelhança, então, não se usa hífen. Já em para-brisa, para-choque, para-lama, para-vento o sentido do prefixo "para-" é fazer parar, então, usa-se o hífen. A novidade nesses casos foi o prefixo "para-" perder o acento diferencial.

      Excluir